Viajando por 40 cidades da Holanda: 11 ª cidade – Baarn

Centro de Baarn
Centro de Baarn

Baarn é uma cidade pequena no interior da Holanda, sua população é de 24.574 habitantes (fonte:  CBS, 2017 ). Porém, a sua importância histórica é muito grande para a família real holandesa. Deste do ano de 1937 até meados dos anos 80, o município era sede da residência real.

A  princesa Juliana morava no palácio de Soestdijk, localizado no território de Baarn.  E foi nessa cidade que nasceu a ex rainha Beatrix, em 1938, mãe do atual rei da Holanda o querido Willem Alexander.

Uma grande igreja na praça central, um coreto,muitas áreas verdes, ruas estreitas e calmas, essa é a perfeita descrição da cidade de Baarn, onde a vida anda devagar, mesmo tendo vários locais históricos e dignos de visitas turísticas.

 

 

Alguns pontos turísticos de Baarn que vale uma visita:

 

Palácio Soestdijk

Uma bela construção do século XVII , localizada na rua Amsterdamsestraatweg 1, Baarn.

Quando a princesa Beatrix  assumiu o trono como rainha, em 1980, o palácio Soestdijk já não era mais uma residência real. Porém, a princesa Juliana e o Príncipe Bernhard continuaram a viver até a morte em 2004.

Atualmente o palácio é de propriedade do governo e aberto a visitação. A visita deve ser agendada e pode ser individualmente ou em grupo. Durante o ano tem diversas programações como: concertos, exposições, entre outras.

O Soestdijk fica apenas 10 minutos da estação de trem. E assim como a estação de trem de Amsterdam que tem uma sala de espera real, a estação de trem de Baarn também tem um espaço reservado, no último andar do prédio, para a família real.

Programe o seu passeio pelo site do palácio Soestdijk.

 

Palácio Soestdijk Baarn
Palácio Soestdijk Baarn

 

Kasteel Drakensteyn

O Castelo de Drakensteyn é uma propriedade particular da ex rainha Beatrix, onde o atual rei passou boa parte da infância. O rei e seus irmãos estudaram na escola Nieuwe Baarnse School, antes de se mudarem para Den Haag em 1980.

Com uma arquitetura típica holandesa, o castelo tem um estilo intimista, e a sua construção remonta os anos de 1930. O Castelo de Drakensteyn fica em uma área de cerca de 20 hectares de floresta, totalmente isolado, sem acesso ao público. Atualmente é a residência da ex rainha Beatrix, que voltou ao castelo em 2013 após o filho assumir o trono.

Mas você pode passear na rua do castelo e num outro dia visita o parque Madurodam na cidade de Den Haag e tirar foto da replica. 🙂

 

Kasteel Drakensteyn - Replica Madurodam
Kasteel Drakensteyn – Replica Madurodam

 

Nicolaaskerk ( Igreja São Nicolau)

A igreja no centro da cidade é um espetáculo a parte. Datada de 1865, apresenta vários objetos históricos que compõem o seu acervo cultural:

  • Uma imagem de madeira policromada de Maria que foi feita em 1735, antes da sua construção.
  • Um altar principal em mármore que é de 1865,
  • Uma mesa do altar de Maria que é de 1886 e as estações da cruz, pintadas por A. Brouwer de Hilversum em 1861, que pertencia a antiga igreja.
  • Além do altar de Joseph  que remonta ao ano de 1906. Uma verdadeira aula de história.

 

Nicolaaskerk em Baarn
Igreja em Baarn

 

Cantonspark

O parque botânico Cantonspark foi criado em 1915 e já pertenceu a diferente proprietários, mas atualmente pertence a cidade de Baarn e é aberto ao público para visitação.

Considerado um monumento nacional, abriga diversas árvores exóticas, cachoeiras, plantas ornamentais, além de belos jardins. Se você gosta de ar livre vale a pena percorrer os 3,5 hectares de extensão do parque e apreciar a natureza.

 

Kasteel Groeneveld

 

Kasteel Groeneveld
Kasteel Groeneveld

 

O castelo Groeneveld na verdade é uma casa de campo do século XVIII. Construída por volta de 1710, é um exemplo da integração da sofisticação com a vida simples do campo, rodeada de natureza, ar puro e muito espaço.

Seus 400 mil visitantes anuais estão interessados  em conhecer seus belos jardins e sua linda arquitetura.

A casa já foi um refugio de escritores e artistas de Amsterdam após o período pós-segunda guerra mundial. Atualmente o Groeneveld trabalha com a filosofia “Crescimento Sustentável e inovações ecológicas”, como hortas orgânicas, palestras educacionais para as crianças.

 

 

Meus filhos já foram em passeios escolares para Groeneveld, participaram de experiências focadas na preservação e respeito a natureza.

Um antigo estábulos de cavalos foi transformado em um pitoresco café que serve deliciosos lanches.

Os jardins são do final do século 18 e início do século XIX, com características inglesas, tem caminhos lindos e diversas árvores maravilhosas, além de diversos canais.

 

Gostou de conhecer Baarn?

Conta pra gente!

Te vejo no próximo post!

 

4 Responses

  1. Neusa Christen

    Amei esta pequena cidade!! Será um dos meus próximos destinos à conhecer!!! Obrigada!

    • melissanaholanda

      Obrigada Neusa por ler o blog. Fico muito feliz que gostou. Vale a pena a visita!

  2. Leandro

    Melissa adorei o que vc escreveu pude conhecer um pouquinho sobre o pais ja morei na holanda por um tempo e pudi desfruta de miita coisa boas gosto muito da holanda mais nao tive muito tempo para conhecer cada cidade.

    • melissanaholanda

      Leandro obrigada por ler o blog. Que bom que gostou do texto! E quando voltar visite a cidade vale a pena!

Deixe uma resposta