Sistema de ensino holandês

postado em: Vida na Holanda | 8

Setembro é o mês de volta às aulas por aqui. Por isso, resolvi atualizar o meu texto antigo sobre o assunto e unificar outros dois textos onde falei sobre como funciona o Sistema de ensino holandês.

Porém, o texto serve apenas para esclarecer os principais pontos do sistema, não tenho a pretensão de abranger todas as particularidades do tema, apenas quero relatar a minha experiência na busca de conhecimento para ajudar os meus filhos a exercerem da melhor forma possível o direito à educação

istema de ensino holandes

Como funciona?

O Sistema de ensino holandês é gratuito e obrigatório dos 5 aos 18 anos e  está entre os melhores do mundo. Segundo a Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), coordenado pela OCDE (Organização para Cooperação e desenvolvimento econômico), a Holanda está entre os onze países, com melhor educação no mundo.

Contudo, o formato estrutural holandês é muito diferente do sistema educacional brasileiro. Nos Países Baixos o direcionamento para os estudos universitários ocorre no final do estudo básico, contrastando com o sistema brasileiro que acontece no final do ensino médio.

Sendo assim, os pais de crianças na idade escolar básica de 4 a 12 anos devem ficar atentos ao desenvolvimento escolar dos seus filhos, pois, é o que vai definir o ingresso na universidade.

Quais são os tipos de escola?

A escolha da escola está diretamente ligada ao local de residência da família, entretanto, existem diferentes tipos de escolas dentro de uma mesma região.

Escola holandesa básica

Subsidiada pelo governo, oferece um estudo gratuito e não tem nenhum direcionamento religioso.

Escola religiosa

Também são escolas básicas gratuitas, mas com direcionamento religioso que pode ser católico, protestante, islâmicos, entre outros.

Escolas especiais

Existem diferentes escolas especiais que são definidas conforme  necessidade do aluno, algumas são direcionadas para alunos estrangeiros no intuito de aprendizagem do idioma, outras para alunos com alguma dificuldade de aprendizado (Dislexia, Autismo, problema social, físico entre outros).

Escolas internacionais

Em grande parte privadas, mas existem também escolas gratuitas nessa categoria. Na maioria dessas escolas, a língua base do ensino é o inglês, tendo o holandês na grade escolar, porém nas grandes cidades pode se encontrar escolas alemãs, francesas, japonesas, além é claro das inglesas.

Como escolher uma escola para o meu filho (a)?

Não existe um ranking nacional das melhores escolas holandesas, contudo existem alguns sites que podem dar uma visão geral da escola escolhida, como por exemplo: Método de ensino, visão e missão da escola e ainda classificação dos alunos no sistema de avaliação escolar que veremos mais adiante. Apesar dos sites estarem em holandês podem fornecer uma base do perfil da escola, mas eu considero mais importante do que números é uma visita in loco para ter uma real percepção da onde o seu filho vai estudar.

O site scholenopdekaart fornece, além dos números de avaliação da escola, os valores e métodos de ensino. Neste site, você consegue fazer uma comparação online de até 5 escolas dentro da mesma região. Já o site Allecijfers fornece dados estatísticos e gerais de cada escola.

Colocar numa escola holandesa ou internacional?

Na minha singela opinião eu diria que depende do tempo de permanência na terra dos moinhos. Se você veio de mala e cuia para morar definitivamente, coloque na holandesa, o contato com os holandeses será maior e consequentemente a inserção na cultura. Agora se está de passagem por um período curto, coloque nas escolas internacionais.

Mas, prepare o bolso, essas geralmente são pagas e giram em torno de 20 mil euros ao ano, dependendo da escola

Quais são os custos escolares?

Apesar das escolas holandesas serem gratuitas, algumas escolas cobram uma taxa anual para atividades escolares, como: festas, passeios entre outras. A taxa tem uma variação conforme a escola, no último ano paguei apenas 140 euros para as duas crianças.

Em todos os grupos da fase primária a escola fornece todo material didático não sendo necessário compras de livros, lápis, ou qualquer outro material e não se faz uso de uniforme escolar. Dependendo da escola, aulas de inglês são inseridas a partir do grupo 1/ 2, além de inserção de outras línguas estrangeiras no decorrer da fase escolar primária.

Qual o período de permanência na escola? 

Existem escolas que trabalham com horário contínuo das 8:30 às 14:30 (existem variações de horários conforme a escola/cidade) onde os alunos permanecem na escola durante o período do almoço. Outras escolas fazem um intervalo de almoço e a criança faz sua refeição em casa. Nestas escolas o horário de saída é prolongado até aproximadamente 15h:30m.

Como funciona a divisão dos grupos?

A escola básica é divida em 8 grupos, sendo a função do grupo 1 / 2 (crianças com 4 e 5 anos) apenas socialização, ou seja , brincadeiras direcionadas, trabalhos manuais.

A alfabetização em si irá começar no grupo 3, sendo que somente a partir do grupo 4 que irão aprender materias mais específicas. Através dos resultados obtidos durante os 8 anos da escola básica, considerando a sua capacidade e seu desenvolvimento, a criança é direcionada para um estabelecimento secundário.

A adaptação dos pequenos vai depender do seu histórico escolar, se nunca frequentou escola antes, fica mais fácil, agora se já estava acostumado em aprender letrinhas com 4 e 5 anos no Brasil, aqui vai sentir um pouco a diferença.

Como funciona o sistema de avaliação ?

São aplicadas 3 diferentes ferramentas de avaliação, o CITO, o Route 8 e IEP. Cada escola define qual sistema utilizado, mas o mais comum é o CITO.

Ao término do grupo 8, a criança passará por um teste que irá medir o conhecimento em linguagem e matemática. Após uma avaliação do desenvolvimento da criança durante os 8 anos da escola primária, mais o resultado deste teste final, o conselho escolar juntamente com o professor responsável definirá a colocação de seu filho no ensino secundário. Os pais não tem voz ativa neste momento.

O ensino secundário se divide da seguinte forma:

Estas escolas não são direcionadas para o ensino superior, são similares às escolas técnicas e profissionalizantes do Brasil, direcionam o aluno para o mercado de trabalho.

  • HAVO (ensino secundário superior) e VWO ( ensino preparatório )

Estas escolas são direcionadas para o estudo universitário, sendo a VWO considerada o nível mais elevado de ensino médio.

Conheça mais neste vídeo da Nuffic, uma organização holandesa para estimulo a internacionalização da educação.  Existe uma filial no Brasil que já ajudou muitos estudantes a realizarem seus sonhos, confira o site aqui .Super recomendo essa instituição!

 

Qual o período de férias escolares?

As férias escolares são definidas por um calendário geral que se diferencia conforme a província onde está localizada a escola, evitando assim que todas as escolas liberem seus alunos num momento único. Tal calendário é fornecido no início de cada ano, juntamente com o documento de regras da escola, porém existe um site onde os pais podem obter essa informação numa visão geral para toda Holanda é o schoolvakanties.

Como é o dia-a-dia escolar? O que levar na lancheira? O que comprar de material escolar?

O assunto é bastante extenso por isso resolvi colocar dúvidas práticas em outro texto complementar que traz informações como: alimentação, reunião de pais, sacos de piolhos, leiam mais no “Os meus filhos não falam holandês e irão para uma escola holandesa. E agora?”

Em suma, se você é mãe de brasileirinhos em idade escolar, tenha paciência, o ínicio pode parecer difícil, mas assim como o crescimento dos pequenos, esse período passa rápido e adaptação acaba acontecendo.

E você, também já teve essas dúvidas? Conta pra gente?

Te vejo no próximo post.

 

 

Nota: Texto foi atualizado / complementado com trechos do meu texto publicado no site Brasileiras pelo Mundo, na qual tive orgulho de fazer parte.

 

 

 

 

8 Responses

  1. ak

    Olá,
    vou me mudar para Holanda em algumas semanas, queria saber se preciso levar o histórico escolar dos meus filhos aqui do Brasil ou eles podem começar a estudar sem o histórico escolar

    • melissanaholanda

      Olá, Obrigada por ler o blog. Eu não precisei do histórico escolar, pois minhas crianças era muito pequenas. Então, trouxe apenas uma declaração da última escola. Mas como cada caso é um caso, depende da idade dos seus filhos e da cada escola. A minha sugestão é que você traga o histórico e uma declaração da escola, caso precise a tradução pode ser feita aqui na Holanda, busque assinatura e carimbo da secretária de educação da sua cidade no Brasil, pois esse documento tem que ser válido. E também é sempre bom conversar com o consulado holandês que fica no Brasil. Eles poderão lhe dar informações precisas das exigências. (mande um e-mail ou ligue). Espero ter ajudado. E boa mudança para a Terra dos Moinhos.

  2. Victoria

    Olá, estou cursando pedagogia no Brasil e gostaria de fazer uma pesquisa na Holanda sobre o sistema educacional, que é bem diferente do Brasil. Se você pudesse me ajudar antes de eu tomar a decisão de ir pra Holanda eu ficaria agradecida. O sistema educacional é público? O país inteiro possui o mesmo sistema?

  3. Leticia

    Ola, obrigada pelas suas informaçoes. Tenho uma duvida, estou me mudando para Holanda e minha filha quando chegarmos estara com 11 anos, como funciona no caso dela o direcionamento para o secundario? Se ela estudar numa escola internacional a escola funciona da mesma forma.

    • melissanaholanda

      Olá Letícia,
      Obrigada por ler o blog. No caso dela obrigatoriamente irá para uma escola especial para aprender a língua holandesa. Somente após um ano a escola irá determinar se ela estará apta para ir para o nível secundário ou deverá permanecer mais algum tempo aprendendo a língua. As escolas internacionais seguem critérios de avaliação diferenciado, ou seja, vai depender da análise da escola a serie que ela vai ser direcionada. Sugiro você listar as escolas que tem interesse na região onde vai morar (você pode usar o link do mapa escolar que está no post), envie um e-mail para cada escola e questione sobre a forma de direcionamento adotado. Importante questionar também sobre vagas, pois em algumas escolas existem lista de espera.
      Espero ter ajudado. Beijos e boa sorte!

Deixe uma resposta